logo
Latest Posts
Top
Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

A Suíça é aquele destino fácil de amar, ao passo em que ela propõe uma conquista baseada em arredores bucólicos

Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

De longe, você tem a sensação de que para onde quer que você vire, há sempre uma espécie de deleite a sua espera. De perto, você tem certeza. Cercada de montanhas verdinhas ou nevadas por todos os lados, a Suíça é aquele destino fácil de amar, ao passo em que ela propõe uma conquista baseada em arredores bucólicos, gastronomia regada a queijos chocolates, e claro, com opções de compras tentadoras, como por exemplo, seus cultuados relógios. Pacífica, a região suíça é onde tranquilidade e pluralidade convergem para que você tenha uma estadia requintada, pincelada por atrações diversificadas, como o passeio de barco pelo Lago Genebra, quando é possível admirar seu contorno delineado por castelos, casinhas e montanhas majestosas. Aliás, Genebra é um local de grandes descobertas, já que, além de sede para a ONU – Organização das Nações Unidas e ponto de partida para todas as campanhas humanitárias da Cruz Vermelha, a cidade também convida para sua Grand Rue, onde Jean-Jacques Rousseau nasceu, e para um passeio de mouettes, o táxi aquático local.

Em sua caminhada pelas ruas de Genebra, mantenha seus olhos bem abertos para contemplar o refinamento das construções, assim como, atrativos obrigatórios, caso do Horloge Fleuri, o enorme relógio de flores instalado noJardin Anglais, como forma de enfatizar o talento suíço para o desenvolvimento da indústria relojoeira. Tão impressionante quanto este momento, somente o instante em que você coloca os pés no Musée international de l’horlogerie, consagrado em virtude de seu amplo acervo de relógios, incluindo modelos com pedras preciosas, musicais, de bolso e de parede. A voltinha por Genebra se completa com as bençãos na Catedral de São Pedro – basílica de três naves abrigada no Centro Histórico – e uma boa foto em frente à Jet d’eau, a fonte mais famosa da região por jorrar água a uma altura de 140 metros. Bem pertinho daqui, vale uma esticada até a face francesa onde está localizado o Mont-Salève.

No circuito oriental, a Suíça é ainda mais vibrante e perfeita para as famílias que consideram imprescindível a diversão e o contato com a natureza. Delineada entre Appenzellerland Toggenburg, e ornada com o Lago Constança, além dos destinos de férias Heidiland Glarnerland, essa face se completa com a presença de ciclovias bem sinalizadas, hotéis de montanha e Flumserberg – o maior resort de esportes de inverno da região. Pensar nos alpes suíços é sonhar com manobras de snowboard e esqui durante a temporada invernal e para este fim reserve tempo para conhecer Pizol, em Heidiland, Gamserrugg e Chäserugg. Nestes arredores, Zurique está a pouca distância, e merece sua visita para ter seu clima apreciado e também para lhe apresentar a um cotidiano de vilarejo misturado com alpes e muita sofisticação. Aqui, Winterthur se distingue por seus museus, vida noturna e pela proximidade das Cataratas do Rio Reno. Já Rapperswil chega para impressionar com castelos e estilo medieval, enquanto Baden é pura festa em seu Grand Casino Baden.

Na condição de capital do país, Berna exala beleza em diferentes rotas, e em cada gerânio destila um pouco da suavidade que contorna todo o seu território, começando ali no ziguezague do rio Aar, passando por seu emblemático Zytglogge, até suas suntuosas fontes, como Ogre. A impressão é de que Berna saiu de um quadro. Ou que certamente inspirou algum. Tão cativante quanto a capital é Gruyères, uma comuna com pouco mais de mil habitantes, que ainda conserva chão de pedras sob os pés, uma muralha e castelos. Não há trânsito, na verdade, só há contemplação frente às minúcias das encostas de Moléson e de Dent du Chamois. Apesar das medidas tímidas, Gruyères é uma gigante de encantos, valendo-se de seu mundialmente famoso queijo Gruyère, obtido a partir do leite das vacas brancas e pretas de Friburgo, assim como, de muitas delícias que vêm lá da cozinha, caso de raclettes, fondues e doces à base de creme de leite de Gruyère. Bem pertinho, em Broc, você adoça seu dia com uma visita à fábrica de chocolate Cailler. Aliás, vale a pena seguir pelos circuitos próximos daqui, o que permitirá esquiar nas gigantes montanhas de Moléson, em Friburgo, ou passear de teleférico em Charmey, e ainda curtir certo deleite na pequena Bulle, onde está o Museu Gruyère.

css.php