logo
Latest Posts
Top
Rota Romântica e Baviera

Rota Romântica e Baviera

A Alemanha reserva memória medieval e castelos com arquitetura digna de realeza, além daquela urbe onde pulsa a juventude moderna.

Rota Romântica e Baviera

Gastronomia de renome, bebida famosa – e querida – em todo o mundo. Para deixar o que é bom um pouco mais gostoso, a Alemanha ainda reserva memória medieval e castelos com arquitetura digna de realeza, além daquela urbe onde pulsa a juventude moderna. Ou seja, gostar ou querer ficar é mera consequência. A porta de entrada para o território alemão é há muito tempo a vibrante Munique, a capital do Estado da Baviera, e um cenário que acolhe todos os perfis de turistas do mundo, principalmente, os que estão dispostos a se divertir, afinal, como ignorar o fato de que a cidade acomoda nada menos do que 400 bierkellers (pubs fechados) e biergartens (bares ao ar livre). Se beber acompanha o estilo de vida cotidiana dos alemães, por que não entrar no clima? Deixe tudo ainda mais local e sirva-se das especialidades alemãs, como um apetitoso bratwurst (salsichão assado) e o ultra clássico chucrute, e então, certamente o papo ficará ainda mais gostoso.

Pelas ruas da cidade – ora com monumentos com séculos de existência, ora com lojinhas modernas – Munique revela sua face mais interessante em seu coração, a Marienplatz, a praça que roda o mundo em cartões-postais e que atrai pessoas de todos estilos, um pouco em função da beleza imponente do prédio da prefeitura Neue Rathaus, acompanhado do relógio icônico Rathaus-Glokenspiel. Ali, entre as badaladas do sino, você perpassa outro símbolo da cidade, a Igreja Frauenkirche, que se diferencia na paisagem em virtude de suas cúpulas verdes, e se distrai com a infinidade de lojas, cafés e restaurantes repletos de charme. Para além do clichê turístico, vale uma voltinha pelos bairros mais atraentes do momento, como Schwabinge, ou a Rua Müllerstraße, onde estão concentradas as alternativas mais gostosas de baladas LGBT, lojas e restaurantes.

E quando o pensamento é tomado pela vontade de fazer compras, Munique ensina que as lojas mais refinadas e destacadas estão em LudwigstraßeMaximilianstraße Kaufinger Straße, contudo, nada se compara a oportunidade de percorrer cada uma das bancas dispostas no mercado Viktualienmarkt, que vibra com todas as possibilidades de sabores. Sim, frutas, verduras, queijos, sanduíches, linguiças e cervejas estão aqui, além das cores das flores e dos objetos de decoração. Como uma digna cidade europeia, Munique guarda uma série de museus, desde o Deutsches Museum, o maior museu de tecnologia e ciências naturais do mundo, até o Museu da BMW focado exclusivamente na cultura automobilística, mas também, como uma astuta alemãzinha, a cidade sabe fazer festa, e tem em seu currículo a autêntica Oktoberfest, e nos arredores, o Mercado de Natal de Nuremberg e o Casamento de Landshut.

De Munique é possível acessar um clássico alemão: a Rota Romântica, que recebe este nome em função das belezas que fazem o coração bater mais forte ao longo de 400 km entre as regiões de Würzburg Füssen. O circuito inclui castelos – de verdade -, vilarejos medievais, contornos da arquitetura enxaimel, residências luxuosas e experiências inesquecíveis na passagem por cidades como Augsburg, Bad Mergentheim, Dinkelsbühl, Füssen, Harburg, Nördlingen, Pfaffenwinkel, Rothenburg, Schwangau e Würzburg. Nessa jornada, a partir de Würzburg, a vida sorri diante da Catedral de St. Kilian, a quarta maior igreja romana da Alemanha, que resiste brilhantemente ao lado da Residência de Würzburg, tombada Patrimônio da Unesco, junto de seu jardim real, da praça Residenzplatz e da fortaleza de Marienberg. Antes de ir embora é imperativo experimentar o vinho Bocksbeutel e conhecer em Marienberg, a imensa coleção do entalhador e escultor Tilman Riemenschneider.

Ao longo da Rota Romântica surgirá o Castelo Deutschordenschloss, de Bad Mergentheim, e o centro histórico preservado de Dinkelsbühl, contudo, não dispense a chance de conferir todos os detalhes abrigados em Augsburg, lugar de fontes, obras barrocas e rococó, e endereço de nascimento de Leopold Mozart, pai de Wolfgang Amadeus Mozart. Reconhecida como a cidade dos Mozarts, todo mês de maio, Augsburg recebe o Festival Mozartfest, com apresentação de obras assinadas por pai e filho. Se a música erudita não atrair as crianças, elas podem se reunir diante das peças do Augsburger Puppenkiste, um museu todo dedicado às marionetes. À medida que os quilômetros vão ficando para trás, você terá pela frente o Castelo Hohes Schloss e o Mosteiro St. Mang, em Füssen, até desembocar em Rothenburg ob der Tauber, onde a impressão é de que o tempo parou. E essa é umasensação maravilhosa.

Olhe para os lados, perceba os traços medievais, passe boas horas conhecendo Spitalviertel, um bairro repleto de muralhas, igrejas e arquitetura enxaimel que denunciam sua idade, e deixe o pensamento fluir diante da Igreja de St. Jakobskirche, que ganhou fama em função da imagem de Jesus Cristo esculpida em pedra. Ela é pequenina, mas tem um tesouro atrás do outro, como Siebers Tower, que data de 1385, o Portão de Kobolzell, de 1360, e o Weihnachtsdorf Käthe Wohlfahrt, um mercado de Natal espetacular que ganha o coração de seus visitantes por oferecer os bonequinhos Räuchermännchen, quebra nozes e toalhas festivas.

css.php