logo
Latest Posts
Top
Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

A Suíça é aquele destino fácil de amar, ao passo em que ela propõe uma conquista baseada em arredores bucólicos

Genebra, Zurique, Berna e Gruyère

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

De longe, você tem a sensação de que para onde quer que você vire, há sempre uma espécie de deleite a sua espera. De perto, você tem certeza. Cercada de montanhas verdinhas ou nevadas por todos os lados, a Suíça é aquele destino fácil de amar, ao passo em que ela propõe uma conquista baseada em arredores bucólicos, gastronomia regada a queijos chocolates, e claro, com opções de compras tentadoras, como por exemplo, seus cultuados relógios. Pacífica, a região suíça é onde tranquilidade e pluralidade convergem para que você tenha uma estadia requintada, pincelada por atrações diversificadas, como o passeio de barco pelo Lago Genebra, quando é possível admirar seu contorno delineado por castelos, casinhas e montanhas majestosas. Aliás, Genebra é um local de grandes descobertas, já que, além de sede para a ONU – Organização das Nações Unidas e ponto de partida para todas as campanhas humanitárias da Cruz Vermelha, a cidade também convida para sua Grand Rue, onde Jean-Jacques Rousseau nasceu, e para um passeio de mouettes, o táxi aquático local.

Em sua caminhada pelas ruas de Genebra, mantenha seus olhos bem abertos para contemplar o refinamento das construções, assim como, atrativos obrigatórios, caso do Horloge Fleuri, o enorme relógio de flores instalado noJardin Anglais, como forma de enfatizar o talento suíço para o desenvolvimento da indústria relojoeira. Tão impressionante quanto este momento, somente o instante em que você coloca os pés no Musée international de l’horlogerie, consagrado em virtude de seu amplo acervo de relógios, incluindo modelos com pedras preciosas, musicais, de bolso e de parede. A voltinha por Genebra se completa com as bençãos na Catedral de São Pedro – basílica de três naves abrigada no Centro Histórico – e uma boa foto em frente à Jet d’eau, a fonte mais famosa da região por jorrar água a uma altura de 140 metros. Bem pertinho daqui, vale uma esticada até a face francesa onde está localizado o Mont-Salève.

No circuito oriental, a Suíça é ainda mais vibrante e perfeita para as famílias que consideram imprescindível a diversão e o contato com a natureza. Delineada entre Appenzellerland Toggenburg, e ornada com o Lago Constança, além dos destinos de férias Heidiland Glarnerland, essa face se completa com a presença de ciclovias bem sinalizadas, hotéis de montanha e Flumserberg – o maior resort de esportes de inverno da região. Pensar nos alpes suíços é sonhar com manobras de snowboard e esqui durante a temporada invernal e para este fim reserve tempo para conhecer Pizol, em Heidiland, Gamserrugg e Chäserugg. Nestes arredores, Zurique está a pouca distância, e merece sua visita para ter seu clima apreciado e também para lhe apresentar a um cotidiano de vilarejo misturado com alpes e muita sofisticação. Aqui, Winterthur se distingue por seus museus, vida noturna e pela proximidade das Cataratas do Rio Reno. Já Rapperswil chega para impressionar com castelos e estilo medieval, enquanto Baden é pura festa em seu Grand Casino Baden.

Na condição de capital do país, Berna exala beleza em diferentes rotas, e em cada gerânio destila um pouco da suavidade que contorna todo o seu território, começando ali no ziguezague do rio Aar, passando por seu emblemático Zytglogge, até suas suntuosas fontes, como Ogre. A impressão é de que Berna saiu de um quadro. Ou que certamente inspirou algum. Tão cativante quanto a capital é Gruyères, uma comuna com pouco mais de mil habitantes, que ainda conserva chão de pedras sob os pés, uma muralha e castelos. Não há trânsito, na verdade, só há contemplação frente às minúcias das encostas de Moléson e de Dent du Chamois. Apesar das medidas tímidas, Gruyères é uma gigante de encantos, valendo-se de seu mundialmente famoso queijo Gruyère, obtido a partir do leite das vacas brancas e pretas de Friburgo, assim como, de muitas delícias que vêm lá da cozinha, caso de raclettes, fondues e doces à base de creme de leite de Gruyère. Bem pertinho, em Broc, você adoça seu dia com uma visita à fábrica de chocolate Cailler. Aliás, vale a pena seguir pelos circuitos próximos daqui, o que permitirá esquiar nas gigantes montanhas de Moléson, em Friburgo, ou passear de teleférico em Charmey, e ainda curtir certo deleite na pequena Bulle, onde está o Museu Gruyère.

css.php